Opinião da Direx: o simples, viável e o complexo, inviável

Afisa-PR

Opinião da Direx: o simples, viável e o complexo, inviável

Sem que os fiscais agropecuários tomem consciência da necessidade de se construir uma categoria para si, a CFDA/QPA não tem futuro em termos de valorização com justiça salarial

 

Direx 18

 

A complexidade do chamado APL (protocolo 18.062.538-0) construído e reivindicado pelo sindicalismo atuante na fiscalização agropecuária deste estado contrasta fortemente com a simplicidade reivindicatória(protocolo 15.529.558-9) desta Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR). Esta, tendo como eixo reivindicatório apenas a resolução do injusto desnível remuneratório (a única readequação que verdadeiramente interessa ao fiscal agropecuário em carreira própria) entre os valores dos subsídios inicial e final praticados na CFDA/QPA/Lei 17.187/2012.   

Ocorre que a simples e viável reivindicação desta Afisa-PR — que tinha viabilidade para resolver o injusto valor do subsídio de início, um problema crônico que impede o estado de formar um quadro de fiscais agropecuários suficiente, qualificado e permanente — nunca foi assumida pela maioria dos fiscais agropecuários em carreira própria.

Opinião da Direx: primeiro os bônus, depois os ônus!

Afisa-PR

Opinião da Direx: primeiro os bônus, depois os ônus!

Considerações críticas construtivas

 

 Direx 18


No último dia 10 de novembro alguns afisianos receberam uma mensagem do sindicalismo atuante na fiscalização agropecuária deste estado.

Chama a atenção o seguinte excerto dessa mensagem:

 
(...) REGISTRAMOS AINDA QUE primeiro que nós, os Servidores da Defesa Agropecuária da Adapar, trabalhamos arduamente fazendo mais com menos RH, pois a cada 100 servidores que entravam 64 saíam devido à defasagem salarial.  e mesmo assim, nós servidores, junto com o Governo, Seab, Adapar e iniciativa privada conquistamos o novo status de Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação, PARA SOMENTE APÓS TER demonstrado excelentes resultados, solicitar a reposição da Inflação e melhoria salarial, (...) sendo nós, os servidores, o único elo da cadeia agropecuária que ainda não foi devidamente valorizado com melhorias.....

AFINAL, o reconhecimento e a meritocracia são uma nova e boa via de renegociação...

MPPR propôs ação civil pública por ato de improbidade administrativa

Afisa-PR

MPPR propôs ação civil pública por ato de improbidade administrativa

O MPPR requer no mérito, entre outras coisas, "a procedência do pedido para condenar os requeridos pela prática dos atos ímprobos"

 

O Ministério Público do Estado do Paraná (MPPR) propôs ação civil pública por ato de improbidade administrativa, com pedido liminar de indisponibilidade de bens, onde são requeridos funcionários públicos da fiscalização agropecuária do Paraná. No Poder Judiciário, como resultado, tramita os Autos 0003288-79.2021.8160104

Um dos requerentes, Ricardo Nazario Timoteo Silva, é ex-diretor desta Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR). Segundo a ação civil pública do MPPR:

E a ilimitada estupidez neoliberal idealiza o caricato "autocontrole"

Afisa-PR

E a ilimitada estupidez neoliberal idealiza o caricato "autocontrole"

E tem fiscal agropecuário que aplaude o "autocontrole"...

 

  

A notícia Na pandemia, uma expressiva parcela da população passou a comprar carne vermelha sem procedência e recheada de riscos (por Saulo Araújo) de 24 de outubro de 2021 do Metrópoles, alerta:

 

"No prato do brasileiro, a carne mais barata do mercado pode ser podre, contaminada, e causar pelo menos 21 tipos de doenças, algumas que levam à morte." 

 

Opinião da Direx: o cronograma do APL das carreiras e a greve por tempo indeterminado

Afisa-PR

Opinião da Direx: o cronograma do APL das Carreiras e a greve por tempo indeterminado

Deveriam ter fixado um prazo limite para que o governo [sic!] neoliberal em turno tomasse sua decisão sobre o APL das Carreiras em vez de reivindicarem um cronograma de tramitação  

 

                                                                  Direx 18 

 

A sistemática negação da revisão geral anual

O governo [sic!] neoliberal em turno sistematicamente nega a revisão geral anual — data-base — necessária para o congelamento (pois não se trata de aumento real) da remuneração do "menos igual" do executivo.

Segundo a notícia Governo estima orçamento de R$ 54,6 bilhões pra 2022 no Paraná do G1: