Opinião da Direx: repudiamos qualquer tentativa de exploração propagandística com viés político em cima dos fiscais agropecuários médicos veterinários! 

Afisa-PR

Opinião da Direx: repudiamos qualquer tentativa de exploração propagandística com viés político em cima dos fiscais agropecuários médicos veterinários! 

Em virtude da escassez de profissionais na área da saúde, governo prepara possível obrigatoriedade para que médicos veterinários, inclusive, fiscais agropecuários, sirvam na linha de frente contra a pandemia de Covid-19

 

Afisa PR ANO XVII

 

Esta Afisa-PR repudia qualquer tentativa de exploração propagandística com viés político, seja de órgãos públicos seja de conselho profissional, em cima de um problema da mais alta gravidade.

 

Carne de canhão?

Segundo as notícias divulgadas pelo imprensa não há (e duvidamos que haverá) sequer suficientes equipamentos de proteção individual (EPIs) [veja sua importância a partir da página 43 do Manejo Novo Coronavírus (Covid-19) do Albert Einstein] para os profissionais da saúde (muitos já foram contaminados pela covid-19) que já atuam na tentativa de atender as vítimas da covid-19.

Ante ao caos que infelizmente se avizinha, muitos médicos veterinários, inclusive, fiscais agropecuários, quando a pandemia ganhar dimensão exponencial, podem ser obrigados a enfrentar insidioso vírus sem adequada proteção da saúde e da vida!

O agrotóxico clorotalonil no Paraná

Afisa-PR

O agrotóxico clorotalonil no Paraná

Devido sua nocividade à saúde das pessoas, aos animais e ao meio ambiente, a União Europeia (UE) proibiu o agrotóxico clorotalonil1 em seus domínios; não obstante, em detrimento da saúde da população, o governo Ratinho Junior mantém 38 cadastros que autorizam o comércio e uso de 38 marcas comerciais de agrotóxicos  que contém em suas formulações ingrediente ativo clorotalonil

 

392655263 highres

Crédito imagem: SWI | (© Keystone / Christian Beutler)

 

No final de março de 2019, a Directorate-General for Health and Food Safety (DG Sante) da Comissão Europeia, responsável pela saúde e segurança alimentar na União Europeia (UE), decidiu pela não renovação do registro do agrotóxico fungicida clorotalonil1. Em consequência, no final de abril do ano passado, a UE proibiu o agrotóxico clorotalonil em seus domínios e que eventual "prazo de tolerância" não pode ultrapassar o próximo dia 20 de maio.

Essa proibição ocorre, entre outros problemas, devido à "preocupação grave em relação à contaminação das águas subterrâneas por metabólitos do clorotalonil", pois para o agrotóxico clorotalonil, em todos os "cenários pertinentes para todas as utilizações propostas", prevê-se que seus "metabolitos R417888, R419492, R471811, SYN507900, M3, M11, M2, M7 e M10 ocorram acima do valor paramétrico de 0,1 μg/l". Desta forma, "não é possível estabelecer atualmente que a presença de metabolitos do clorotalonil nas águas subterrâneas não terá efeitos inaceitáveis nessas águas nem efeitos nocivos na saúde humana".

Opinião da Direx: "Estratégia" fadada ao fracasso!

Afisa-PR

Opinião da Direx: "Estratégia" fadada ao fracasso!

O que tem a esclarecer o governo (sic) Ratinho Junior?

 

Afisa PR ANO XVII

 

Uma reflexão muito importante: caso um fiscal agropecuário do estado esteja contaminado com a Covid-19, porém, ainda assintomático; em um dia de expediente em um dos "postos de fiscalização do trânsito animal" pela "proteção" da politicista "área livre de febre aftosa sem vacinação", este fiscal agropecuário poderá contaminar quantos caminhoneiros, disseminando a sua doença?

Caminhoneiros esses que transitam para diversas outras regiões que, contaminados, levarão a Covid-19 para outras cidades do Paraná ou até para outros estados. 

Opinião da Direx: párias do mundo?

Afisa-PR

Opinião da Direx: párias do mundo? 

Caso não seja debelada, a pandêmica covid-19 tem condições de aniquilar as exportações agrícolas 

 

5e7bbb9ae9ff71660455fcdb

Crédito imagem: RT Uma célula humana cercada por SARS-CoV-2. Imagem colorida. / NIAID

 

Para a Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR), caso os governos não sejam eficientes para debelar a tenebrosa pandemia da covid-19, muito em breve, os produtos da agricultura serão boicotados em escala mundial, por mais que os responsáveis pelos negócios da agricultura teimem em contrário.

O contexto é gravíssimo, visto que a exportação primária de produtos agrícolas é o que restou, já que o insano neoliberalismo deflagrado em 1990 fez com que a indústria nacional entrasse em espiral de abismo e fosse subsituída pelo rentismo.   

Opinião da Direx: exige-se o cumprimento do art. 1º do Decreto 4.320/2020!

Afisa-PR

Opinião da Direx: exige-se o cumprimento do art. 1º do Decreto 4.320/2020!

Caso contrário, conclamamos que o coletivo de fiscais agropecuários promova imediata greve branca total (braços cruzados) na defesa agropecuária do Paraná contra a notoriamente politicista "área livre de febre aftosa sem vacinação"

 

Afisa PR ANO XVII

 

Diante das notícias que circularam entre os fiscais agropecuário do Paraná, que dão conta do possível descumprimento do novo horário de experiente estabelecido, a Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR exige que a direção comissionada de confiança da autarquia de defesa agropecuária do estado, nomeada pelo governo (sic) Ratinho Junior, cumpra todos os decretos governamentais e todas as normativas de precaução da Secretaria de Estado da Administração e da Previdência (Seap/PR), principalmente, o art. 1º do Decreto 4.310/2020, que minimiza (mas não resolve!) a potencialmente perigosa aglomeração de fiscais agropecuários em seus locais de expediente.

Como notoriamente conhecido, o art. 196 da CRFB/1988 garante direito à saúde: