A realidade da pandemia-sindemia no estado

Afisa-PR

A realidade da pandemia-sindemia no estado

Governo [sic!] neoliberal merece confiança?

 


A realidade da pandemia-sindemia no estado contradiz a propaganda governista para lá de otimista que envolve os supostos "avanços contra a Covid-19", da "significativa redução de contaminações" etc., etc.

O governo [sic!] é denunciado com contundência ["VACINAÇÃO A CONTA-GOTAS DE RATINHO JR NÃO CONTROLA A PANDEMIA"] no Facebook do Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES).

Veja o que diz a reportagem "Mesmo com avanço da vacinação, MA, PR e RJ têm alta de casos de Covid" [Os três estados apresentam crescimento de 15% ou mais na média móvel de infecções em relação ao verificado há duas semanas] (por Lucas Marchesini) do portal Metrópoles de hoje (10):

A PSA mostra o seu potencial destrutivo na República Dominicana

Afisa-PR

A PSA mostra o seu potencial destrutivo na República Dominicana

E aqui os neoliberais se movem para privatizar a fiscalização agropecuária (ainda) pública!

 

 

Conforme uma notícia do portal Pig Progress, a fiscalização agropecuária da República Dominicana solicita que os agricultores evitem fazer e compartilhar filmagens e fotos sobre a PSA.

No entanto, as cenas que são flagradas na República Dominicana são idênticas às de países da Ásia e da Europa Oriental igualmente afetados pela terrível doença. Suínos doentes amontoados, mortos dentro e fora de criações, máquinas removendo carcaças ou cavando covas, muitas pessoas usando equipamentos de proteção individual e, claro, o desespero dos agricultores que perdem sua fonte de renda.

Parte IV: não haverá RGA em 2022

Afisa-PR

Parte IV: não haverá RGA em 2022

Lei 20.648/2021: mais uma medida governamental em prejuízo dos subsídios — defasados em 25,44% — da carreira típica de estado (CFDA/QPA) do fiscal agropecuário do Paraná

 

 Direx 18

 

Como esta associação de classe já tinha alertado, o governo sancionou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2022 (com um déficit1,2 aproximado de mais de R$ 4 bilhões) sem a previsão de pagar a revisão geral anual (reajuste) na CFDA/QPA. 

A Lei 20.648/2021 é mais uma medida anti-subsídio que aprofunda a defasagem salarial na carreira típica e estado do fiscal agropecuário do Paraná. 

Opinião da Direx: o passado, o presente e os representantes

Afisa-PR

Opinião da Direx: o passado, o presente e os representantes

É preciso acordar para a difícil realidade!

 

Direx 18

 

O comando do capital sobre o trabalho é imposto pelas personificações do capital. Isso é característica de todas (!) as sociedades hierarquicamente estruturadas em classes (ou em castas?).

No passado, certos representantes — até mesmo um que hoje pode se beneficiar com a condição sanitária de área livre de febre aftosa sem vacinação — protocolaram uma carta no legislativo "defendendo" que a lei de diretrizes orçamentáriasde 2017 não autorizasse reajuste salarial (data-base), ou seja, atuaram em detrimento da tabela de subsídios da carreira própria (CFDA/QPA) do fiscal agropecuário do estado.

Fiscal agropecuário estadual é "premiado" pelo governo do Paraná

Afisa-PR

Fiscal agropecuário estadual é "premiado" pelo governo do Paraná

A "premiação" pela recente conquista da área livre de febre aftosa sem vacinação se traduz pela manutenção do "congelamento" dos subsídios em prejuízo da carreira própria da categoria

 

 

 

Aprovada com os votos de quarenta deputados aliados do governo no legislativo, a legislação orçamentária do exercício financeiro de 2022 aprofundará a redução dos subsídios em prejuízo da carreira própria do fiscal agropecuário do estado, que presta serviço considerado essencial durante a pandemia da Covid-19.

A carreira própria do fiscal agropecuário do estado já acumula uma perda salarial de 25,44%.