Afisa-PR

Parte II - governo cria mais um mecanismo indireto anti-subsídio em prejuízo do fiscal agropecuário

Lei Complementar 231/2020: mais um mecanismo indireto anti-subsídio em prejuízo do fiscal agropecuário do estado!

 

Direx 18

 

O governo estadual, com o apoio dos seus aliados políticos no legislativo, aprovou o projeto de lei complementar 19/2020 que derivou na Lei Complementar 231 de 17 de dezembro de 20201. Este lei complementar contém mais um mecanismo indireto anti-subsídio (através do ataque frontal contra a promoção, a progressão e o tempo para fins de aquisição de direito) em prejuízo do fiscal agropecuário do estado.

Qual mecanismo indireto anti-subsídio?

A referida lei complementar modifica a Lei 17.187/2012 (apud artigos 36 e 372) para impor que a promoção e a progressão (enfim, a concessão de referência salarial) depende da "comprovação da disponibilidade orçamentária e financeira" e que será devida (ou seja, o seu efeito financeiro) somente "após a publicação de decreto" pelo chefe do executivo.  

 

"Destruição" da promoção e da progressão3?

A legislação derivada da Lei Complementar 231 — após o tempo que transcenderá 31 de dezembro de 2021, já que a promoção, progressão e tempo estão suspensos — vincula o futuro pagamento da promoção e da progressão à "disponibilidade de caixa" (com a "pegadinha" dos 80%apud seu artigo 15), ou seja, pode não significar a destruição desses institutos de desenvolvimento da carreira própria, mas, certamente, o fiscal agropecuário será extremamente prejudicado, pois, a nosso ver, haverá muita dificuldade de pagamento. 

 

________

1 Legislação complementar obviamente concatenada com a Lei 20.431/2020 com o propósito de potencializar o ataque indireto em prejuízo do subsídio do fiscal agropecuário do estado. 

Contra a Lei 13.666/2002 (agente profissional do QPPE à disposição funcional na fiscalização agropecuária do estado) apud artigo 65

3 Uma [d]eforma de adaptação (à Lei Complementar 231/2020) que dá nova redação ao inc. III do art. 24 da Lei 17.187/2012, em prejuízo dos justos e legítimos interesses do fiscal agropecuário do Paraná, já foi promovida pelo governo do estado:

 

III - a concessão da referência de vencimento será automática e sempre no mês subsequente ao adimplemento do tempo na classe;

III - a concessão da referência de vencimento dependerá da comprovação da disponibilidade orçamentaria e financeira e será devida após a publicação de Decreto do Chefe do Poder Executivo no Diário Oficial; (Redação dada pela Lei Complementar 231 de 17/12/2020)

 

Idem, com a acréscimo dos incisos VIII e IX:

 

VIII - comprovação da disponibilidade orçamentária e financeira; (Incluído pela Lei Complementar 231 de 17/12/2020)

IX - publicação de Decreto do Chefe do Poder Executivo no Diário Oficial, a partir de quando serão devidas. (Incluído pela Lei Complementar 231 de 17/12/2020)

Em resumo: em virtude de draconiana suspensão, após 31 de dezembro de 2022 o fiscal agropecuário só receberá a promoção e a progressão depois da "comprovação da disponibilidade orçamentária e financeira).

 

Modificado em 28-1-2021 em 11:21

 

Matérias relacionadas:

29-1-2021 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Opinião da Direx: pauperização pela real redução salarial transformou-se em "política" de governo [A sistemática negação do reajuste geral anual (RGA) — ou data-base: uma "política" de governo que visa a pauperização salarial em prejuízo do "menos igual" do executivo estadual]

26-1-2021 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & 

23-1-2021 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & 

7-1-2021 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Parte I - governo cria mais um mecanismo indireto anti-subsídio em prejuízo do fiscal agropecuário [Lei 20.431/2020: mais um mecanismo indireto anti-subsídio em prejuízo do fiscal agropecuário do estado!]

12-1-2021 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Parte III - governo suspende o pagamento da 2ª parcela da data-base de 2019 [Despacho governamental: o subsídio do fiscal agropecuário do Paraná já acumula uma real redução de quase 25% ou 1/4 da remuneração]

12-1-2021 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Opinião da Direx: mais maldades pela frente! [A estratégia política (indireta) anti-subsídio do governo estadual em gravíssimo prejuízo do fiscal agropecuário do Paraná]

13-1-2021 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Opinião da Direx: serviço essencial, promoção, progressão e tempo  [E o fiscal agropecuário do Paraná, em serviço essencial em plena pandemia com pandemônio?]