A greve sanitária é um exemplo de luta reivindicatória que deve ser seguido!

 

Por Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR)

 

No contexto da greve sanitária também se reivindica o pagamento do reajuste acordado na greve de 2015 (o pagamento do reajuste de 8,53% que deveria ter sido feito em janeiro de 2017) e da 2ª parcela (1,5% de reajuste) da revisão geral anual (data-base) de maio de 2019.

Fiscal agropecuário de boa-fé: sem data-base (o pior dos problemas), sem promoção, sem progressão e sem tempo de contagem (ou seja, na injustiça salarial e na desvalorização profissional) e, no turbilhão de descontrolada pandemia com pandemônio e negacionismo, vale a pena colocar em risco a integridade física e a vida?

Preste muita atenção na neoliberal [d]eforma/destruição administrativa em curso

 

Por Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR)

 

 

Nesta síntese, que apenas tangencia a conjuntura, alertamos que os do andar de cima (os muito ricos ou, mais precisamente, a lumpemburguesia periférica), na ganância desmesurada de preservar seus vergonhosos privilégios e astronômicos lucros de forma sociopata, na linguagem comum, viram o cocho contra a democracia formal oferecida pelo liberalismo político sempre que isto for necessário, para que reconfigurem o capitalismo tupiniquim ("capitalismo senil").

Vários foram os exemplos oferecidos pela história (esta ensina, mas faltam alunos).

Sobre os últimos "movimentos"

 

Por Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR)


A criação, idealizada e oferecida pelos "espertalhões", nesses tempos onde a vaca foi para o brejo, é muito útil ao status quo hegemônico: vender distopias/ilusões; tirar o foco da verdade; anular ou retardar qualquer esforço coletivo consciente e racional que era movido dentro da realidade, portanto, das possibilidades.

Entenda:

Uma maioria que não compreende a situação

 

Por Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR)

 

Reflita:

1 – Há sistemático calote contra a data-base! 

2 – Até o final deste ano não haverá — 1ª amarração governamental indireta anti-subsídio — promoção, progressão e tempo de contagem!

3 – Depois de superada a 1ª amarração governamental, o suposto pagamento da promoção e progressão dependerá de disponibilidade de "orçamento" — 2ª amarração governamental indireta anti-subsídio —, o qual pode muito bem "não existir" ante a pegadinha dos 80% (atenção!) e o "efeito financeiro" se dará quando da publicação a bel-prazer de decreto do executivo.

Sucessão de maldades anti-salário:...

 

Por Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR)

 

... até quando a maioria dos fiscais agropecuários ficará no autoengano e na ilusão coletiva. 

Nos últimos anos um consórcio governista vem continuamente prejudicando os justos e legítimos interesses do fiscal agropecuário do estado.

A seguir relacionamos algumas das maldades já consolidadas ou que estão na iminência de se concretizarem no âmbito estadual: