Afisa-PR

Não se iluda!

Neste ano — e, muito provavelmente, no que vem — não haverá pagamento do constitucional reajuste geral anual (RGA) em benefício do fiscal agropecuário do Paraná

 

Afisa PR 16 JPEG

 

O secretário da fazenda em turno assim já definiu: "capacidade de arrecadação já está 'definida'". Logo, para um bom entendedor, suscitada definição, obviamente, não contempla o pagamento da data-base (4,5 a 5,0%) no próximo 1º de maio.

O novo calote salarial é tão claro que um deputado da oposição ao atual governo na ALEP já reconhece como consumado o calote em prejuízo da RGA de 2019.

Resumo da tragédia salarial que assola a base da carreira própria do fiscal agropecuário do Paraná: injusta e inconstitucional imposição de mais real redução salarial (que significicará mais ou menos 16%) contra o bem-estar do fiscal agropecuário do Paraná.

Resta aos afianos se organizarem em torno da política associativa da Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) que preconiza a discução no âmbito do Judiciário de todos os injustos e inconstitucionais calotes salariais. O de 2017 (8,53%) já foi judicializado; o de 2018 (2,76%) em breve também será judicialiado.

Todas as principais informações sobre a questão salarial do fiscal agropecuária do Paraná estão na Área Restrita (acesso por login e senha) na Mensagem 19/2019: [não se iluda!] não haverá reajuste em 2019!

 

 

Data-base de 2019: a embromation segue seu curso com destino ao calote 

Sem a deflagração de uma greve geral por tempo indeterminado, que abranja a maioria das categorias dos servidores do Executivo, não haverá (de novo!) data-base.

O governo de turno tem a mesma matriz dos dois últimos, ou seja, não gosta de pagar constitucional reajuste geral anual.

Em mais uma rodada de "negociação" com lideranças sindicais, representantes do governo "transferiram" o problema para a Secretaria da Fazenda e disseram que os os "números do governo" serão "apresentados" no dia 27 deste mês; ou seja: mais embromation!

 

 

 

Governo (sic) define 0% de data-base em 2019 

No Plural:

 

 

O governo do Paraná decidiu que não vai dar a reposição da inflação deste ano para o funcionalismo, aumentando para quatro anos a defasagem salarial dos servidores públicos do estado. A defasagem hoje é de 17%, e os sindicatos exigem pelo menos os 4,94% referentes aos últimos 12 meses para não entrar em greve.

Segundo o Plural apurou, a decisão do governo sobre o "reajuste zero" é definitiva, embora ainda não tenha sido informada ao funcionalismo. Para este ano não haverá [o reajuste]. "Vamos tentar algo para o próximo ano", disse à reportagem uma das pessoas ligadas ao governo Ratinho Jr. (PSD) responsáveis pela tomada de decisão. 

 

 

Data-base de 2019: governo encaminha à ALEP o projeto de lei das 3 parcelas anuais

Contraponto: Governo do Paraná protocola novo projeto da data-base dos servidores

 

O Governo do Estado protocolou na Assembleia Legislativa, nesta sexta-feira (9), substitutivo geral do projeto de lei que trata da data-base do funcionalismo. A proposta altera datas e percentuais em relação ao texto original, conforme acordado com representantes dos servidores no mês passado.

O índice total do reajuste é de 5,08%, com a aplicação de uma parcela de 2% em janeiro de 2020 e mais duas parcelas, de 1,5% cada, em janeiro de 2021 e em janeiro de 2022. O impacto total sobre a folha do Executivo será de R$ 2,1 bilhões.

Segundo o governador Carlos Massa Ratinho Junior, houve um esforço para adequar os índices de outubro e março, indicados na proposta inicial, em uma única parcela de 2%, em janeiro próximo, atendendo ao pedido dos servidores. O reajuste de 2% vai representar um aumento de R$ 400 milhões na folha de pagamento do Executivo em 2020. São R$ 15 milhões a mais do que o projetado no texto anterior.

 

 

 

Serão pagos os reajustes gerais anuais (RGAs) de 2020, 2021 e 2022?

Graças à greve unificada liderada pelo pool de sindicatos que integram o Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES), o governo foi forçado a propor o pagamento da dívida da RGA de 2019, no entanto, a promessa é de pagamento em 3 parcelas anuais. 

Diante desse parcelamento, a pergunta que não quer calar: serão pagos os RGAs dos anos de 2020, 2021 e 2022?

 

Dar calote é grave

 

Modificado em 11-8-2019 em 09:08

 

Matérias relacionadas:

9-8-2019 - Gazeta do Povo & "Proposta de reajuste salarial para servidores é enviada pelo governo do Paraná"
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/parana/breves/projeto-reajuste-salarial-servidores-parana/
Copyright © 2019, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

10-6-2019 - Plural & Semana decide se Ratinho dá reajuste ou enfrenta greve [A semana que começa será decisiva para definir o salário do funcionalismo público paranaense, a situação das contas do estado e a possibilidade de uma greve que - tudo indica - pode ser prolongada. Os sindicatos dos servidores esperam até sexta-feira uma resposta de Ratinho Jr. (PSD) sobre a reposição das perdas inflacionárias. Exigem pelo menos os 4,94% comidos pela inflação nos últimos 12 meses, e topam negociar o restante dos 17% acumulados. Sem reajuste há três anos, desde o governo de Beto Richa (PSDB), os servidores dizem não ter como aguentar mais um ano sem pelo menos repor a inflação. Segundo os cálculos do economista Cid Cordeiro, é como se cada funcionário tivesse perdido dois salários do ano, na comparação com o que recebia em 2016. O governo do estado já decidiu que não vai oferecer qualquer reposição. Conforme revelou o Plural, pretende dar reposição zero em 2019 – e mesmo para 2020 diz não ter certeza se oferecerá algo. Tudo dependeria da economia e da situação fiscal do estado (...)]

ÁREA RESTRITA - 8-6-2019 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Mensagem 73/2019: a questão da greve etc. [Já que o contexto é absurdamente adverso, que todos os afisianos se preparem, pois os anos subsequentes não serão nada fáceis!!]

ÁREA RESTRITA - 7-6-2019 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Mensagem 72/2019: greve e o desconto dos dias de paralisação

7-6-2019 - Plural & Governo Ratinho decide dar reajuste zero ao funcionalismo [O governo do Paraná decidiu que não vai dar a reposição da inflação deste ano para o funcionalismo, aumentando para quatro anos a defasagem salarial dos servidores públicos do estado. A defasagem hoje é de 17%, e os sindicatos exigem pelo menos os 4,94% referentes aos últimos 12 meses para não entrar em greve]

2-6-2019 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Fiscalização agropecuária pública é fundamental e estratégica [E caso a peste suína africana (PSA) apareça por aqui? É preciso política pública de Estado (e não "políticas" de governos que transitam o poder) permanente e de longo prazo em favor da fiscalização agropecuária pública; é preciso o fim da desvalorização profissional e da sub remuneração na base da carreira própria em prejuízo do fiscal agropecuário do Paraná!]

ÁREA RESTRITA - 19-4-2019 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Mensagem 44/2019: a importância de uma entidade classista que prevê tragédias salariais [Para que nenhum associado "viva" no mundo da lua, a marcar passo em balaio de gatos e em canoa furada à espera dos ilusórios "protocolos do aumento" e dos ficcionais "projetos de lei do aumento"]

ÁREA RESTRITA - 18-4-2019 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Mensagem 43/2019: chefe da CC bate o martelo pelo calote no reajuste de 2019 ["(...) e por não constar no orçamento de 2019". Não procede!]

7-4-2019 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & O Paraná não valoriza com justiça salarial seu fiscal agropecuário [É essa a qualidade da política do governo em turno — que afirma que os negócios da agropecuária são prioritários ao estado — em "benefício" da fiscalização agropecuária pública do Paraná?]

ÁREA RESTRITA - 19-11-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Mensagem 59/2018: art. 34 da Lei 19.593 autoriza aplicação da RGA (data-base) de 2019 [Porém, nossa aposta é que o novo governo, infelizmente, não terá vontade política para pagar a RGA de 2019 (4,5%), ou seja, se escorará na "justificará da necessidade de se cumprir os limites da LRF" para aplicar mais um calote salarial contra os servidores do Executivo (nós)]

ÁREA RESTRITA - 15-11-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Mensagem 54/2018: são péssimas as perspectivas para a data-base de 2019 [Terrorismo fiscal? Também. "É tudo para não mexer na grana dos bancos e rentistas!". Trata-se do neoliberalismo, doutrina falida e incompatível com Estado, serviço público e servidor público. A situação piorará, muito]