NOTÍCIAS DA AFISA-PR

EUA: pandemia, desregulamentação e privatização da fiscalização pública da carne

Afisa-PR

EUA: pandemia, desregulamentação e privatização da fiscalização pública da carne

Um "modelo" neoliberal que desregulamenta e privatiza a fiscalização pública da carne e que por aqui é "copiado e colado"; sofismado como "medida modernizadora" e sob "autocontrole" dos próprios frigoríficos. No Paraná, o governo Ratinho Junior, inconstitucionalmente e ilegalmente, mantém privatizada a "fiscalização da carne" em benefício dos frigoríficos "sob" SIP/POA em detrimento da segurança alimentar dos paranaenses

 

Indústria suína NSIS

Crédito imagem: The New Republic | Ralph Orlowski / Getty Images

 

Frigoríficos de suínos

Enquanto o mundo se concentra na pandemia da covid-19 e seu impacto devastador na saúde pública, “nos bastidores”, o governo Trump se ocupa em “dobrar a sua campanha” para desregulamentar e privatizar a fiscalização pública da carne. Ao mesmo tempo, Trump não atua para que sejam obrigatórias as medidas que poderiam proteger os trabalhadores dos frigoríficos e os fiscais agropecuários do Serviço de Inspeção e Segurança de Alimentos (FSIS) da contaminação pela covid-19. É o que relata a notícia USDA Is Removing Safeguards On Food While Everyone Else Is Fighting A Pandemic (por Tony Corbo) do Food & Water Watch de 16 de abril de 2020.

Leia mais...

Pandemia de covid-19 prejudica a indústria pecuária estadunidense

Afisa-PR

Pandemia de covid-19 prejudica a indústria pecuária estadunidense

A disseminação do vírus da covid-19 já infectou centenas de trabalhadores da indústria pecuária dos EUA e o fechamento de frigoríficos colocam esse país "perigosamente perto" de um déficit alimentar

 

Foto frigorífico

Crédito imagem: Reuters/Tom Polansek/File Photo

 

Conforme a notícia Slaughterhouses That Supply America's Meat Are Starting to Close (por Isis Almeida e Michael Hirtzer) do Bloomberg de 13 de abril de 2020, a pandemia de covid-19 atingiu centenas de trabalhadores da indústria pecuária dos EUA e a perspectiva "paralisações prolongadas" dos frigoríficos significa que esse país está "perigosamente perto" de um déficit alimentar.

No último dia 12, a Smithfield de Dakota do Sul (de propriedade da chinesa WH Group Ltd.), um dos maiores frigoríficos de suínos do mundo, foi obrigada a interromper suas atividades depois que mais de 200 dos seus trabalhadores foram infectados pelo novo coronavírus.  

Leia mais...

USDA e indústria pecuária dos EUA negligenciam os trabalhadores da indústria da carne

Afisa-PR

USDA e indústria pecuária dos EUA negligenciam os trabalhadores da indústria da carne

Food & Water Watch: o Departamento de Agricultura (USDA) e a indústria pecuária dos EUA negligenciam os trabalhadores que garantem o suprimento alimentar dos estadunidenses e isso prejudicará o fornecimento de carne nesse país

 

pork processing today main 190920 51e5c6e7e683fdcfbf3649a10532f7d3.fit 1120w

Crédito imagem: Today | Bloomberg via Getty Images

 

A Smithfield Foods (de propriedade da chinesa WH Group Ltd.), o maior frigorífico de suínos do mundo, deveria ter fechado as instalações de Sioux Falls, Dakota do Sul, semanas atrás.

Porém, somente no último dia 12, de acordo com um informe seu, a Smithfields Foods anunciou o fechamento por tempo indeterminado das suas instalações em Sioux Falls devido à pandemia de coronavírus.

Leia mais...

Exportação de produtos derivados da carne: concorrentes sul-americanos estão organizados

Afisa-PR

Exportação de produtos derivados da carne: concorrentes sul-americanos estão organizados

Estadunidenses, através do USDA & FSIS, exigem poder público e não o neoliberal "autocontrole" privado!

 

usda fsis argentina uruguai 2019 auditorias afisa pr

 

Auditados, as Autoridades Centrais Competentes (CCA, sigla em inglês) da Argentina e do Uruguai, respectivamente, o Servicio Nacional de Sanidad y Calidad Agroalimentaria (Senasa) e  Ministerio de Gandería, Agricultura y Pesca (MGAP), mantêm seus respectivos sistemas de fiscalização pública de produtos de origem animal e de segurança alimentar equivalentes à dos EUA: 

 

Follow-up Report of an Audit Conducted in Argentina December 2-6, 20191

O Follow-up Report of an Audit Conducted in Argentina December 2-6, 2019 | Evaluating the Food Safety Systems Governing Meat Exported to the United States Of America — Em resumo, este relatório descreve o resultado de uma auditoria de verificação de equivalência na Argentina conduzida pelo Departament of Agriculture (USDA) & Food Safety and Inspection Service (FSIS) de 2 a 6 de dezembro de 2019. O objetivo da auditoria foi verificar a implementação por parte da Autoridade Central Competente (CCA) da Argentina das ações corretivas em resposta às conclusões da auditoria do USDA & FSIS de 25 de fevereiro a 15 de março de 2019, a fim de determinar se o sistema de fiscalização de segurança alimentar da Argentina que rege a carne permanece equivalente ao dos Estados Unidos, com a capacidade de exportar produtos que são seguros, saudáveis, não adulterados, embalados e rotulados corretamente. Atualmente, a Argentina exporta carne bovina crua intacta e totalmente cozida, e não pronta para o consumo (RTE, Ready-to-Eat) para os EUA.

Leia mais...

DESTAQUES DA AFISA-PR

Opinião da Direx: em plena crise pandêmica, governo quer estudo soroepidemiológico pela "área livre de aftosa"

Afisa-PR

Opinião da Direx: em plena crise pandêmica, governo quer estudo soroepidemiológico pela "área livre de aftosa"

Em plena crise pandêmica, o governo Ratinho Junior1 movimentará centenas de fiscais agropecuários em todo o estado para a realização de um estudo soroepidemiológico pela "área livre de aftosa sem vacinação"

 

NHF FMD Keep Out

Crédito imagem: Getty Images

 

O governo Ratinho Junior, em um momento em que a pandemia da covid-19 preocupa o seu próprio secretário da saúde que que apela para o isolamento da população nas próximas semanas, movimentará centenas de fiscais agropecuários para um estudo soroepidemiológico vinculado à febre aftosa que pretende fiscalizar 330 propriedades em todo o estado a fim de identificar e coletar sangue dos bovinos nelas existentes.    

Para a Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR), não é razoável que nesse momento se obrigue extensas "atividades de campo" como é o caso desse estudo. Nas próximas semanas, a curva da altamente contagiosa e mortal covid-19 se acentuará e as mortes podem dobrar em 20 dias sem medidas de contenção, circunstâncias que, obviamente, colocarão em risco a integridade e vida dos fiscais agropecuários do estado e dos agricultores que serão fiscalizados.  

Leia mais...

Opinião da Direx: o aprofundamento da desvalorização e da injustiça salarial

Afisa-PR

Opinião da Direx: o aprofundamento da desvalorização e da injustiça salarial

De natureza essencialmente politicista, a promessa da "área livre de febre aftosa sem vacinação", que pode estar em xeque-mate devido à pandemia da covid-19, não trará plena valorização e justiça salarial ao fiscal agropecuário do Paraná

 

Afisa PR ANO XVII

 

No seu último contracheque, o fiscal agropecuário do Paraná, cujos serviços que presta à população são considerados essenciais — constatou que o seu subsídio foi reduzido ainda mais — e sem reposição deste 2016, suas perdas salariais acumuladas passam de 20%. Mais esta redução é decorrente de dois ataques do governo Ratinho Junior:

 

a) pela destruição da sua Previdência pública, algo que lhe custará muito caro no futuro, levada a cabo pelo governo em turno sem diálogo e em uma única tarde pelos seus aliados políticos no legislativo e

b) como efeito secundário dessa destruição, pelo aumento da alíquota previdenciária (na verdade, um confisco salarial).

 

Leia mais...

Opinião da Direx: governos renovaram benefício bilionário no comércio de agrotóxicos

Afisa-PR

Opinião da Direx: governos renovaram benefício bilionário no comércio de agrotóxicos

A mortal pandemia de covid-19 não foi motivo para impedir a 20ª renovação do bilionário "bolsa agrotóxico" em benefício do agronegócio

 

shutterstock 1505008040 1024x768

Crédito imagem: Edição comunicação Abrasco | reprodução da internet

 

Segundo a notícia Governadores renovam isenção de R$ 6 bi para agrotóxicos em meio à crise [Mesmo com falta de verbas para combater Coronavírus, secretários estaduais renovaram benefício bilionário no comércio de agrotóxicos; MT, SP e RS deixam de arrecadar 3 bi por ano] (por Pedro Grigori) da Agência Pública de 23 de abril de 2020, a 20ª renovação do "bolsa agrotóxico" — conveniado no Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) — desonerou de "30% a 60% do ICMS" no comércio interestadual de agrotóxicos e outros insumos agrícolas.

Todos os 26 governos estaduais mais o do Distrito Federal (DF), sem nenhum embasamento técnico, abdicaram de arrecadar impostos no valor, com base em um estudo da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), de mais de R$ 6,2 bilhões por ano em benefício do agronegócio.

Com R$ 6,2 bilhões em impostos, conforme a Agência Pública, seria possível:

Leia mais...

Opinião da Direx: em xeque-mate a "área livre de febre aftosa sem vacinação"!?

Afisa-PR

Opinião da Direx: em xeque-mate a "área livre de febre aftosa sem vacinação"!?

Apanhada no contrapé pela mortal pandemia de covid-19, há "futuro" para a "área livre de febre aftosa sem vacinação" do governo Ratinho Junior? Seus defensores insistirão (remando contra a maré) nela ou retomarão a política de vacinação?

 

Afisa PR ANO XVII

 

Não obstante a propaganda do governo Ratinho Junior afiançar "normalidade" — "mantém o ritmo" até quando? —, a nosso ver, a "área livre de febre aftosa sem vacinação", ideia-força do governo Ratinho Junior, apoiada apoiada por setores do patronato sindical e que causa preocupação na cadeia produtiva do gado, já começou a fazer água.  

Leia mais...

Opinião da Direx: repudiamos qualquer tentativa de exploração propagandística com viés político em cima dos fiscais agropecuários médicos veterinários! 

Afisa-PR

Opinião da Direx: repudiamos qualquer tentativa de exploração propagandística com viés político em cima dos fiscais agropecuários médicos veterinários! 

Em virtude da escassez de profissionais na área da saúde, governo prepara possível obrigatoriedade para que médicos veterinários, inclusive, fiscais agropecuários, sirvam na linha de frente contra a pandemia de Covid-19

 

Afisa PR ANO XVII

 

Esta Afisa-PR repudia qualquer tentativa de exploração propagandística com viés político, seja de órgãos públicos seja de conselho profissional, em cima de um problema da mais alta gravidade.

 

Carne de canhão?

Segundo as notícias divulgadas pelo imprensa não há (e duvidamos que haverá) sequer suficientes equipamentos de proteção individual (EPIs) [veja sua importância a partir da página 43 do Manejo Novo Coronavírus (Covid-19) do Albert Einstein] para os profissionais da saúde (muitos já foram contaminados pela covid-19) que já atuam na tentativa de atender as vítimas da covid-19.

Ante ao caos que infelizmente se avizinha, muitos médicos veterinários, inclusive, fiscais agropecuários, quando a pandemia ganhar dimensão exponencial, podem ser obrigados a enfrentar insidioso vírus sem adequada proteção da saúde e da vida!

Leia mais...
Registro de Usuário
Cancelar